salada de salmão, espinafres e mistura de quinoa

A combinação de hoje que fiz para o almoço, resultou numa das que mais gostei para compor a marmita. É muito rápida de preparar e permite aproveitar aqueles restinhos de peixe grelhado que não se sabe o que fazer com eles. O salmão grelhado sobrou de uma refeição e congelei-o. O quinori (uma mistura de quinoas e sementes) também já estava cozido. Coloquei os ingredientes todos no recipiente e o salmão ainda congelado por cima. Guardei no frigorifico e o peixe estava descongelado para comer à hora de almoço. Uma delícia!

Ingredientes
Salmão grelhado a gosto;
Espinafres baby, duas mãos cheias;
Rúcula selvagem, umas folhas;
Quinori cozido, 2 colheres de sopa;
Azeitonas a gosto;
Azeite, um fio para temperar no momento;

E depois, comer :)

brownie de chocolate com pistachios

Um verdadeiro fascínio por livros de culinária e um igual gosto por experimentar novos sabores talvez seja indício de que é melhor começar a pôr mais vezes as mãos à obra e deixar a teoria só nos livros. Adoro planear as refeições para a semana, procurando o equilibrio entre elas, mas por vezes falha a concretização e a tarefa acaba noutras mãos (que levam jeito para o ofício, é certo!). Gosto de cozinhar, mas não por rotina.

Numa das últimas revistas que comprei vinha uma receita de um brownie de chocolate com pistachios que me despertou a atenção pelo contraste entre o doce e o salgado; para além disso, nunca tinha feito um brownie e queria experimentar, e cá em casa é um tipo de bolo apreciado. Da receita original, que pode ser encontrada aqui, substitui a amêndoa amarga por vinho do porto, a manteiga por manteiga sem sal e reduzi a quantidade de pistachios para cerca de 80 gr, porque era o que tinha.

O resultado final agradou-me, melhorou no dia seguinte, mas para a próxima talvez reduza a quantidade de raspa de laranja.

chocolate de culinária 200 gr
manteiga 180 gr
açúcar 200gr
chocolate em pó 40gr
canela em pó q.b
laranja 1
farinha de trigo 60 gr
pistachios sem casca 150 gr
licor de amêndoa amarga 2,5 dl
açúcar em pó 1 colher de sobremesa

Derreter o chocolate com a manteiga em banho maria. Envolver e reservar. Pré-aquecer o forno a 180º. Bater os ovos com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Adicionar o chocolate em pó, a canela, a raspa de laranja e a farinha. Misturar com o chocolate derretido, depois o licor e os pistachios picados, envolvendo. Colocar o preparado num tabuleiro quadrado, forrado com papel vegetal e levar ao forno cerca de 20 / 25 minutos. Retirar, deixar arrefecer e cortar em quadrados. Servir polvilhado de açúcar em pó.

pequeno-almoço num copo #1

Costumo fazer batidos para o pequeno-almoço e tenho experimentado diferentes sabores e texturas.
Deixo aqui o resultado da combinação de hoje de manhã :)

Batido de framboesa e amêndoa
1 iogurte líquido (neste caso foi um activia quiwi e cereais)
um punhado de framboesas
4 amêndoas com pele
2 pedras de gelo
aveia solúvel (cerca de 2 colheres de sopa rasas)
1 colher de chá de geleia de agave (para a próxima não ponho..acho que o doce do iogurte é suficiente)

papa de aveia com arandos secos e canela

Esta combinação com a papa de aveia é uma das minhas recentes descobertas para o pequeno-almoço. Penso que é uma escolha saudável e pode ser uma alternativa a um pequeno-almoço mais convencional. Não consigo indicar a receita de forma exata porque a faço a olho, mas é muito fácil; o primeiro passo é fazer a papa de aveia, que pode ser feita de acordo com esta receita. A que estou a usar de momento é instantânea, trouxe-a da Liberty American Store: junta-se água, vai um minuto ao microondas, e já está! :)

Depois é só juntar:
– alguns arandos secos, cheios de antioxidantes (talvez uns 5 ou 6)
– um pouco de geleia de agave, para um sabor mais adocicado (açucar, mel ou outro adoçante a gosto)
– canela, para aromatizar e também porque faz bem ;-)

A papa de aveia pode ser uma base para muitas outras combinações: puré de fruta cozida (gosto muito com puré de maçã), frutos secos, fruta fresca, sementes, bagas goji, …

Outras sugestões?

(a fotografia não está grande coisa, mas dá para ter uma ideia do aspeto final)

bimby

Tenho a Bimby há mais de 2 anos mas não a tenho utilizado tanto como deveria. Decidi colocar um desafio a mim própria, a que chamei “bimby todos os dias” com o objetivo de usar a dita com maior frequência. Apesar de não ter feito jus ao nome do desafio (não a usei diariamente) da lista inicial de receitas a experimentar, nestas últimas duas semanas investi algum tempo e acabei por fazer:

(receita) – biscoitos de limão
(receita) – biscoitos de canela e gengibre
(livro base) – bolachas da olinda (que aromatizei com baunilha em pó)
(livro base) – néctar de manga e laranja
(livro base) – lulas com molho de mostarda
(receita) – salmão com molho de bacon
(receita) – fango de cerveja
Pão e massa de pizza (com receitas do livro base) e creme de legumes, com aqueles que havia para gastar.

A fotografia é do jantar de hoje que foi guisado de linguiça com ovos escalfados, também feito na bimby, com uma receita que vem na revista do mês de Janeiro. Houve algumas receitas que ficaram boas, outras assim assim, mas a prática só se consegue experimentando, por isso estou contente com o que consegui fazer e quero continuar. Próximo desafio – “Bimby ao pequeno almoço”, a publicar em breve ;-)

partilhar e experimentar

Hoje tivemos almoço de Reis partilhado entre colegas de trabalho. Houve na mesa coisas muito boas, boa disposição e espírito de partilha. Não é a primeira vez que nos juntamos e partilhamos uma refeição e todos os pretextos serão bons para o voltarmos a fazer.

Decidi por a Bimby a trabalhar e fazer uma quiche (que nunca tinha feito, nem com Bimby nem sem), usando como base uma receita que vem na revista Momentos de Partilha deste mês. Trata-se da quiche “Limpa Frigoríficos” que com uma base comum tem a versatilidade de se poder rechear a gosto (na receita original indicam alho-francês, cenoura, curgete, etc) e de ter uma base de massa quebrada à qual se juntam ervas frescas picadas que me surpreendeu pela positiva.

Escolhi cogumelos brancos, alho-francês e espinafres baby para recheio e na massa misturei tomilho limão, tomilho normal, cebolinho, uma folhinha de mangericão e coentros, colhidos do canteiro. Depois de feita a massa e colocado o recheio, rega-se com ovos batidos com natas e polvilha-se com um queijo duro ralado, neste caso grana padano.

Gostei bastante do resultado (não sendo eu grande apreciadora de quiches) e quem provou disse que estava muito boa.