dos fracos não reza a história

OU DA GELATINA DE KIWI QUE NÃO CORREU ASSIM TÃO BEM


Estamos na época deles, nos últimos cabazes PROVE vieram em abundância e estavam a sobrar na fruteira. Tinha também o agar-agar em casa, comprado recentemente, e então lembrei-me de fazer uma gelatina de kiwi. Achei que conceito era bom: conseguia não desperdiçar a fruta e estava a fazer uma sobremesa sem o ser propriamente, pois seria estar a comer fruta with a twist (com um bocadinho de açúcar, vá).

MÃOS À OBRA
Colocar o agar-agar de molho num pouco de água, uns 10 minutos antes de usar; Descascar os kiwis, juntar açúcar a gosto, deixar dissolver ao lume e reduzir a puré, com a varinha mágica. Juntar o agar-agar e deixar ferver. Colocar em formas, deixar arrefecer, e colocar no frio.

IMG_0018

IMG_0019

RESULTADO
Apesar de resultar numa sobremesa bonita, com uma textura interessante, o sabor final é muito ácido. Se voltar a fazer (é bem provável que sim) não o farei do mesmo modo. Penso que algumas destas alterações podem ajudar na equação: misturar outra fruta no puré, talvez maçã, pode cortar alguma acidez, visto que o kiwi é realmente uma fruta ácida; usar o puré de kiwi fresco e ferver o agar-agar em água ou sumo, juntando depois à fruta fresca; usar kiwis ainda mais maduros e aumentar o açúcar (usei cerca de uma colher de sopa bem cheia). Se tiverem outras sugestões, serão bem-vindas :)

IMG_0033 IMG_0036

USAR KIWIS
Se tiverem kiwis a mais nas fruteiras, aqui ficam várias sugestões do que é possível fazer com eles.

Comments

  1. says

    experimenta com o xarope de agave ;) podes adoçar mais do que com o açúcar porque não ficas com remorsos nenhuns!!
    ou então com mel… eu adoro kiwis, como quase todos os dias e gosto deles ácidos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *