feira das velharias

Hoje fui à Feira das Velharias aqui de Aveiro.  Estava como de costume, mas a manhã quente e cheia de luz deu-lhe uma cor especial (que infelizmente não fotografei porque o cartão da máquina ficou em casa).

Trouxe botões e livros.

Botões

petzi

Gostava de ter trazido uma caixa de costura de madeira (com pés) que lá estava mas que não pude observar devidamente (ele há gente muito mal educada que acha que se alguém pergunta o preço de alguma coisa é porque vai comprar logo a seguir…” oh menina se não está interessada não pergunta o preço!”), uma arca lindíssima mas cujo preço era proibitivo e as muitas máquinas de costura, em tamanho real, com caixa, em miniatura, os pés em ferro, … que por lá abundavam. E também a cadeira de madeira em miniatura que ando à procura há séculos (mas essa não encontrei). Pode ser que para o mês que vem.

recuperar velhos (bons) hábitos

hoje fui à biblioteca municipal aqui da zona. Até tenho vergonha de dizer, mas o último registo de requisições que lá fiz, data de 1997; 11 anos passados, portanto (shame on me). Em criança e adolescente era frequentadora assídua, mas depois fui perdendo o hábito.

Trouxe três livros: um sobre ervas aromáticas, outro sobre tricot (O tricot em 10 lições, de 1978), e outro ainda sobre conservação de alimentos. Sim, porque a leitura do blog de Amanda Soule (SouleMama) despertou-me a curiosidade sobre este último assunto.

A secção infantil convida a levar lá o João. Terão hora do conto? A saber.

Ida à biblioteca

nota mental: para a próxima levar uns sapatos que façam menos ruído ;-)

achado

Há cerca de um ano encontrei, no albúm de fotos de uma utilizadora do flickr, uma foto de um livro já antigo que me chamou a atenção.

bonecos_de_pano.jpg

Passado este tempo, sem que estivesse à procura dele, encontrei-o numa livraria de um centro comercial (o último sítio onde esperaria encontrá-lo), enquanto remexia nas prateleiras. Como é um livro pequenino estava “escondido” no meio dos outros e literalmente caiu-me nas mãos enquanto retirava o livro ao lado.

O livro Bonecos de Pano – para brincar, sentar e adormecer é de 1973, é uma tradução de um livro alemão da autora Erna Rath e pertence a uma colecção de artesanato. Foi editado em Portugal em 1974. Nas suas páginas encontrei bonecos que pertencem ao meu imaginário infantil!